Curumin – Boca

Após 5 anos de hiato, Curumin lança nesta sexta-feira (26), seu novo trabalho intitulado Boca. O quarto álbum foi produzido pelo cantor em parceria com Zé Nigro e Lucas Martins, além de contar com participações especiais de Russo Passapusso (BaianaSystem), Rico Dalasam, Andreia Dias, Anelis Assumpção, Iara Rennó e Luê. O disco distribuído pela Natura Musical tem o projeto gráfico assinado por Ava Rocha.
No trabalho com 13 faixas Curumin não fica em sua zona de conforto. O multi-instrumentista explora em suas canções, elementos da música eletrônica, mesclando-os com ritmos orgânicos, tornando o trabalho próximo do experimental.

Faixa a Faixa

  1. Bora Passear: Primeira faixa do disco, faz um convite ao ouvinte “chegar junto” em momentos conflitantes;
  2. O Burguês Que Deu Errado: Sample retirado de um vídeo de Beto Bellinati encenando uma peça de sua autoria, que retrata os privilégios em uma sociedade patriarcal;
  3. Boca Pequena No. 1: Faixa reafirma a faixa anterior, acrescentando ainda outros temas, como a desonestidade e o retrato da política brasileira atual;
  4. Boca Pequeno No. 2: Continuação da faixa anterior, cantada e composta por Russo Passapusso;
  5. Prata, Ferro, Barro: Minimalista, brinca com os elementos e o movimento do mar durante a canção. A faixa conta com a participação de Luê;
  6. Terrível: Canção que aborda em seus versos, o universo feminino. A faixa ainda, define o feminino como transcendental e sobrenatural;
  7. O Atrito: A faixa mais melódica do trabalho. Apresenta uma composição curta e simples que afirma a intenção de lamento da canção;
  8. Boca de Groselha: Primeiro single do disco. A faixa brinca com a expressão “falar groselha” para trazer uma sonoridade mais sensual;
  9. Tramela: Canção curta com beats pesados, conta com a participação e composição de Rico Dalasam;
  10. Cabeça: Faixa mais experimental do disco, traz uma performance espontânea de uma letra improvisada.
  11. Descendo: Faixa que serve como transição entre as canções Cabeça e Boca Cheia.
  12. Boca Cheia: Com elementos eletrônicos e uma sonoridade que remete aos anos 80, a canção é a mais solar do disco. Conta com a participação de Indee Styla.
  13. Paçoca: Última faixa do disco, retrata como os brasileiros permanecem felizes, apesar dos problemas enfrentados. Com arranjos que remetem propositalmente ao samba, a canção conclui com êxito a mensagem do álbum.

curumin-boca.jpg

Boca
Curumin
Produção: Curumin, Zé Nigro e Lucas Martins
Gravadora: Natura Musical

Pra quem gosta de: Experimental
Avaliação: MB (Muito Bom)

Os 50 Melhores Álbuns de 2016

Concluindo nossos especiais de fim de ano, listamos os 50 melhores álbuns nacionais lançados em 2016.
A lista não leva em consideração avaliações anteriores feitas pelo MB. Para navegar pela apresentação abaixo, utilize as setas do teclado.

______________________
Confira também:
As 100 Melhores Músicas de 2016
Os 20 Melhores Videoclipes de 2016
As 20 Melhores Capas de 2016

Os 20 Melhores Videoclipes de 2016

Volta – Baleia (Direção: Kayhan L. Ozmen & Vicente Tigre)

Your Armies – Bárbara Ohana (Direção: Allexia Galvão & Daniel Rezende)

Atlântico Lunar – Bilhão (Direção: Gabriel Luz & Felipe Vellozo)

Perfume de Invisível – Céu (Direção: Esmir Filho)

Mandume – Emicida (Direção: Gabi Jacob)

De Passagem – Cícero (Direção: João Seguro)

 Calor da Rua – Francisco, El Hombre (Direção: Ana Moraes)

Carta Convite– Graveola (Direção: Apiário)

5/4 (Trovões a Me Atingir) – Jair Naves (Direção: Daniel Barosa & André Dip)

Chuva – Jaloo (Direção: Jaloo)

Você Ainda Pensa? – Johnny Hooker (Direção: Matheus Senra)

Maracutaia – Karol Conka (Direção: Paranoid)

Pineal – Tagore (Direção: Fabrício Koltermann)

Ai, Ai, Como Eu Me Iludo – O Terno (Direção: Alaska Filmes)

Esse Close Eu Dei – Rico Dalasam (Direção: Nicole Fisher & Amadeo Canônico)

Feliz e Ponto – Silva (Direção: William Sossai)

The Wall’s Drama – The Basement Tracks (Direção: Diego Navarro)

1992 – Thiago Pethit (Direção: Gabriel Dietrich)

Bang – Tiago Iorc (Direção: Rafael Kent)

Esmeraldas – Tiê (Direção: Marina Quintanilha)

 

______________________
Confira também:
Os 50 Melhores Álbuns de 2016
As 100 Melhores Músicas de 2016
As 20 Melhores Capas de 2016

As 20 Melhores Capas de 2016

Iniciando nossos especiais de fim de ano, listamos as 20 melhores capas de discos ou singles lançados em 2016. Para navegar pela apresentação abaixo, utilize as setas do teclado.

______________________
Confira também:
Os 50 Melhores Álbuns de 2016
As 100 Melhores Músicas de 2016
As 20 Melhores Capas de 2016

Rico Dalasam – Orgunga

O rapper paulista Rico Dalasam lança nesta sexta (10), nas lojas e em serviços de streaming  o álbum de estreia intitulado Orgunga. O disco contém 8 faixas e a  escolhida para ser o primeiro single foi Esse Close Eu Dei, que ganhou um clipe bem produzido com vários figurinos e cenários.

O título do álbum é um neologismo do intérprete que junta Orgulho, Gay e Negro, palavras que sintetizam a essência do intérprete em suas composições, que junto com outros artistas brasileiros como Jaloo, As Bahias e Cozinha Mineira e Johnny Hooker, formam um grupo importante a discutir sobre o conceito de gênero no país. O álbum tem com base timbres indianos e ritmos africanos, com Mahal Pita do BayanaSystem responsável pelas percussões.

rico.png